PRINCIPAL
POLÍTICA E COMPORTAMENTO


Reestruturação financeira no negócio - Entenda a importância
20.AGOSTO.2019
Em muitos casos, os gestores não conseguem mais enxergar oportunidades no negócio, porque a gestão e olhos já estão contaminados com o problema e com o ambiente saturado por conta das dificuldades, sendo assim, os resultados não surgem a fim de manter o negócio em funcionamento, desta forma, se torna necessária e urgente uma reestruturação financeira no negócio.
 
O consultor empresarial, Marcelo Viana, da T4 Consultoria, explica que o primeiro passo para a reestruturação financeira é o diagnóstico. "As empresas não enfrentam crises repentinamente. Os problemas acumulados ao longo do tempo tornam para os gestores quase impossível lidar com o problema", acrescenta o consultor.
 
Alguns sinais que indicam a necessidade da reestruturação financeira
 
Segundo Viana, dentre os problemas mais comuns que indicam a necessidade da reestruturação financeira, estão:
  • Diminuição crescente das vendas;
  • Endividamento que passou dos limites;
  • O negócio não consegue lucrar;
  • Falta dinheiro para o pagamento dos colaboradores;
  • Atrasos no recolhimento dos impostos;
  • Despesas fixas elevadas
O consultor explica que mesmo em casos de empresas com bons resultados em vendas, pode haver problemas financeiros: "Há casos, por exemplo, em que os preços dos produtos estão muito baixos, o que gera lucro insuficiente para o pagamento dos custos fixos. Nesse caso, por exemplo, teria que ser revisto todo o processo de precificação", acrescenta.
 
Outro problema recorrente em um caso que requer reestruturação financeira é quando o negócio não consegue fazer o planejamento de prazos de pagamentos. "Às vezes os pagamentos têm sido feitos à vista aos fornecedores e as vendas de produtos/serviços são predominantemente parceladas. Seria uma questão de reorganização dos pagamentos", explica Viana.
 
Revisão do Plano Financeiro é essencial
 
O plano financeiro faz parte do planejamento estratégico e é fundamental em um caso de reestruturação financeira. É preciso rever o plano financeiro, tudo o que envolve os custos operacionais e a formação de preços.
 
Para a reestruturação financeira de um negócio, é preciso:
 
Revisar os custos operacionais
 
Dentre as empresas com problemas financeiros, é comum gastar mais do que se ganha, essa realidade em longo prazo pode levar negócios a graves prejuízos, inclusive, à falência.
 
A venda em si não é o bastante para gerar lucros em um negócio. Em muitos casos, os lucros com as vendas não são o bastante para o pagamento dos custos fixos de uma empresa. Portanto, é fundamental que todos os custos operacionais sejam reavaliados.
 
Os custos fixos do negócio precisam ser reunidos e, no processo de reestruturação, é preciso analisar se existe a possibilidade dessas despesas serem revistas. Os custos variáveis também podem ser avaliados. Qualquer possibilidade de redução de gastos sem prejudicar o negócio é favorável.
 
Rever os preços de venda
 
Um dos problemas mais comuns entre os negócios é a formação de preços. O negócio pode vender bem, mas se estiver vendendo a um preço inferior ao praticado no mercado, não terá lucros.
 
O processo de revisão de preços de venda requer cuidado. É preciso fazer a projeção de vendas para cada período e, esse processo é fundamental, porque possibilita para o gestor ter uma estimativa de quanto cada produto ou serviço precisa contribuir para a lucratividade que se deseja.
 
Fluxo de Caixa
 
Essa é a ferramenta essencial para a gestão financeira de um negócio. É preciso ter o fluxo de caixa detalhado e atualizado para que se possa analisar a situação financeira do negócio.
 
Um fluxo de caixa com projeção a médio e longo prazo ajuda os negócios na adaptação do plano financeiro com relação aos objetivos da empresa. Novos investimentos ou redução de custos podem ser realizados com o amparo do fluxo de caixa.
 
Gestão interina no processo de reestruturação financeira
 
Quando um negócio apresenta um problema destacado como é o caso da área financeira, geralmente está passando por uma série de problemas em diversas áreas. Sendo assim, torna-se essencial o processo da reestruturação empresarial.
 
No processo de corrigir os problemas no negócio, costuma ser indicada a gestão interina, que consiste em assumir a direção executiva do negócio ou posições gerenciais. Geralmente a gestão interina é feita por consultorias especializadas.
 
A ideia da gestão interina é criar as condições para que o processo de reestruturação ocorra no negócio.
 
"O consultor fará um diagnóstico apontando os pontos críticos a serem melhorados na empresa, depois disso as possíveis soluções serão apresentadas e o profissional atuará em parceria com todos os níveis de liderança no negócio", explica o especialista.
 
Os problemas da ausência de estratégias e do controle do fluxo de caixa, unidos à falta de conhecimento, são os principais responsáveis pelos problemas financeiros nos negócios. "O importante é reconhecer a necessidade de auxílio e estar disposto a recuperar a empresa", acredita Viana
 
Outro problema relacionado à necessidade de reestruturação financeira está na análise deficiente do mercado de atuação. "Um dos principais sintomas dos problemas enfrentados acima, refere-se ao produto ou serviços entregues, que não estão em sintonia com o cliente (público-alvo)  e a demanda, exigindo que a empresa reveja a sua posição no mercado, aumentando a produtividade, inovando em seus produtos e serviços", conclui.
 
Por Daiana Barasa
 
 
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
E-mail: comercial@informepolicial.com - reportagem@informepolicial.com
Nota: As matérias assinadas são de responsabilidade de seus autores.
© Informe Policial 2008 - 2020 - Todos os Direitos Reservados