PRINCIPAL
COM ESTILO


Cálculo Renal
01.ABRIL.2019

O assunto de hoje é Cálculo Renal!

- A principal função do rim é manter o equilíbrio hidroeletrolítico e de solutos orgânicos. O rim normal realiza esta função em uma ampla variedade de flutuações de sódio, água e solutos.

A nefrolitíase (calculose renal ou pedra no rim) é decorrente da diminuição da ingestão de líquido e consumo de grandes quantidades de gordura vegetal e gordura animal, especialmente a saturada, e a falta de fibras dietéticas. 
Os cálculos renais formam-se quando sais e minerais presentes na urina formam cristais que coalescem e aumentam de tamanho.

- As principais causas são: infecções do trato urinário e doenças renais císticas.
Mais frequentes entre os 30 e os 50 anos de idade, com predominância em indivíduos do sexo masculino. O risco dobra naqueles que apresentam histórico familiar de cálculos renais; existe frequência aumentada de obesidade, diabetes e síndrome metabólica entre as mulheres.

- O tratamento/prevenção consiste em: 
*Dieta com baixas quantidades de gorduras e condimentos;

*Aumentar o consumo de vegetais verdes escuros como brócolis, espinafre, agrião, entre outros; 
*Aumentar consumo de fibras, principalmente insolúvel, tais como: leguminosas, cereais integrais (arroz, centeio, farelos), verduras folhosas e cascas e bagaços de frutas, pois exercem papel protetor, reduzindo o colesterol na bile;

*Vitamina C (kiwi, acerola, abacaxi, laranja, caju, limão, mamão);

*Aumentar o consumo de água e ingerir fontes vitaminas lipossolúveis (vitamina A (cenoura, salsa, abóbora, couve, brócolis) D (leite enriquecido, ovo, peixes gordurosos) E (castanha de caju, castanha do pará, óleo de milho, girassol, canola, amêndoa, avelã, amendoim, soja, gema de ovo e fígado) e K (brócolis, couve-flor, rúcula e fígado) em formulações solúveis em água para evitar estase e para a manutenção de contrações vesiculares.

*Quanto aos minerais, selênio, zinco e potássio a demanda deve ser aumentada para prevenir o aparecimento de câncer na vesícula e aliviar a associação entre a baixa ingestão de potássio e alta ingestão de cloreto de sódio (sal de cozinha - formadores dos cálculos);

*A dieta DASH, também pode ser utilizada no tratamento, e inclui: grãos integrais (aveia, arroz integral, farinha de trigo integral); leites e derivados desnatados; frutas, legumes e verduras; oleaginosas (castanhas, amêndoas, azeite, nozes, amendoim) e carnes magras (peixes frescos com pouca gordura e cortes magros de carne bovina)

*O consumo de líquido deve ser elevado, conforme a tolerância do paciente. Busca-se uma urina incolor.

*O sódio precisa ser administrado em pequenas quantidades em pacientes com nefrolitíase, a fim de evitar a formação de novos cálculos; 
*Como o risco de nefrolitíase é maior em indivíduos hipertensos, a ingestão de sódio deve ser reduzida para menos de 2.300 mg/dia;

*Fontes de selênio (castanha, farinha branca, arroz, carne branca/vermelha, ovo, queijo, semente de girassol e frutos do mar); Fontes de zinco (agrião, semente de abóbora, aveia, lentilha e carne bovina magra).

Por Maria Eduarda Mattiolli - Nutricionista CRN12442

 
 
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
E-mail: comercial@informepolicial.com - reportagem@informepolicial.com
Nota: As matérias assinadas são de responsabilidade de seus autores.
© Informe Policial 2008 - 2020 - Todos os Direitos Reservados