PRINCIPAL
NOTÍCIAS


Veja os riscos de contratar uma empresa de segurança clandestina
Redação
20.JULHO.2019

A contratação de um serviço de vigilância clandestina pode trazer muita dor de cabeça e até tornar-se um fator extra de perigo caso a empresa contratada não estiver com os papéis em ordem, e os vigilantes, bem treinados.

Diante das desinformações com que muitas empresas e residências vem-se deparando ao contratar serviços de vigilância e segurança através de empresas "clandestinas", ou sem qualquer habilitação técnica e legal, é imprescindível advertir e conscientizar ao mercado e ao público em geral que a prestação desses serviços são controlados e regulamentados pela Polícia Federal, regido pela legislação federal específica : Lei n.º 7.102/83 que estabelece normas para a constituição e funcionamento das empresas que exploram serviços de vigilância e segurança, regulamentado pelo Decreto n.º 89.056/83 e Portaria n.º 992/95 que estabelece normas para o exercício da atividade no País. 

Invariavelmente, por ocasião da proposta de serviços, as empresa de vigilância clandestinas informam ao cliente que não existem problemas; que as exigências da lei só são aplicadas ao vigilante que trabalha armado. 

Isto não é verdade ! A legislação é muito clara e específica. Determina que toda empresa que exercer a prestação de serviços de Vigilância/Segurança, armada ou desarmada, deverá possuir a Autorização de Funcionamento (documento hábil expedido pelo Departamento de Polícia Federal e renovado anualmente), que permite a empresa explorar este ramo de atividade. 

Um dos grandes diferenciais entre empresas sérias e as clandestinas está no planejamento do esquema de segurança e no treinamento dos vigilantes

Então sempre que alguma empresa ou pessoa lhe oferecer serviços de vigilância e segurança, exiga que apresente o alvará de funcionamento de autorização da Polícia Federal em validade com os dados da empresa de vigilância, sem esse documento a empresa não pode funcionar.

Fique atendo, serviços de vigilância e segurança sem autorização da Polícia Federal é crime.

Para maiores informações acesse o site da Policia Federal em www.pf.gov.br, segurança privada, legislação e normas.

A Polícia Federal indica os cuidados na hora de contratar uma empresa de vigilância.

  • O interessado em contratar os serviços especializados na área de segurança privada deverá consultar a Polícia Federal, podendo fazê-lo através do site oficial: http://www.dpf.gov.br/servicos/segurancaprivada/
  • Além de receber o representante da empresa, procure visitar a sua sede e alguns de seus clientes para ver como é a rotina de trabalho deles.
  • Confira se a empresa tem instalações próprias, Certificado de Segurança e Autorização de Funcionamento (emitida pelo Ministério da Justiça, com publicação no D.O.U. (Diário Oficial da União), além de comprovante do pagamento de salários, certidão negativa de débito com o INSS e o FGTS e documentos que comprovem a quitação dos encargos sociais.

Todos vigilantes devem possuir, sem exceção, a Carteira Nacional de Vigilante. Este documento é fornecido pela Polícia Federal e comprova a realização do curso de formação de vigilantes e aptidão para o exercício da função.

Veja Também
 
 

 

 

Comentários

comentários

ÚLTIMAS NOTÍCIAS
E-mail: comercial@informepolicial.com - reportagem@informepolicial.com
Nota: As matérias assinadas são de responsabilidade de seus autores.
© Informe Policial 2008 - 2019 - Todos os Direitos Reservados