O portal de notícias do norte pioneiro Norte Pioneiro grande incidência de escorpião amarelo
Clima em Ibaiti-PR
34ºC MAX   22ºC MIN
PRINCIPAL
NOTÍCIAS


Norte Pioneiro grande incidência de escorpião amarelo
10.OUTUBRO.2018

A incidência de escorpiões-amarelo, espécie Tityus serrulatus, considerada a mais perigosa existente no Brasil, é grande no Norte Pioneiro. Em março deste ano, o prefeito de Barra do Jacaré, Alberto de Freitas Aguiar, decretou estado de emergência no município para a contratação de uma empresa especializada na captura dos animais, que infestaram a cidade. Na última quinta-feira (4) um homem de 38 anos morreu em Wenceslau Braz, após ser picado por um escorpião-amarelo. 

A espécie Tityus serrulatus é considerada a mais perigosa existente no Brasil: população deve ficar alerta.

De acordo com o Ministério da Saúde, anualmente são registrados no País mais de cem mil acidentes com animais peçonhentos, com mais de 200 mortes. Desse número, os ataques por escorpião cresce a cada ano, correspondendo a mais de 30% dos casos. Em Barra do Jacaré, os registros de ataques por escorpiões são frequentes. A captura do animal já ocorreu até mesmo em unidades de saúde da cidade. No entanto, ainda não há registro de morte em consequência de acidentes provocados por escorpiões no município. Em 2013, um estudo feito em Barra do Jacaré pela Coordenadoria Municipal de Defesa Civil (Comdec) constatou que entre janeiro e março daquele ano foram capturados 1.502 escorpiões durante visita a cinco localidades na zona rural e 20 na área urbana do município. De acordo com o levantamento, entre 2007 e 2013, ao menos 37 pessoas foram picadas por este tipo de animal. A Defesa Civil concluiu que as infestações por escorpião-amarelo na cidade estão associadas ao clima instável e às altas temperaturas. Foi esta mesma espécie, o escorpião-amarelo, que na última quinta-feira (4) provocou a morte de Irineu Inocêncio, 38, em Wenceslau Braz. Ele foi socorrido e chegou a ser transferido para a UTI (Unidade de Terapia Intensiva) de Jacarezinho, mas faleceu pouco depois de dar entrada na unidade. O escorpião-amarelo é a única espécie que se reproduz sem acasalamento. Só existem fêmeas, que se reproduzem por partenogênese (desenvolvimento de um ser vivo a partir de um óvulo não fecundado). Sua proliferação é muito mais fácil e rápida e um animal pode realizar até dois partos por ano com 20 filhotes cada, que se adapta a qualquer tipo de ambiente. O veneno do escorpião-amarelo age diretamente no sistema nervoso e pode matar a vítima em pouco tempo. Crianças e idosos são mais suscetíveis. 

ALERTA 

Após a confirmação da morte por ataque de escorpião na semana passada em Wenceslau Braz, a Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) emitiu um alerta para que a população redobre os cuidados para evitar acidentes, principalmente em períodos de chuva e calor, em que o aparecimento dos animais é mais frequente. De acordo com o chefe da Divisão de Vigilância em Zoonoses e Intoxicações da Sesa, Francisco Gazola, a agilidade em administrar o soro antiveneno em acidentes com animais peçonhentos pode fazer a diferença entre a vida e a morte. Por isso, é fundamental que a vítima procure imediatamente a unidade de saúde mais próxima. 

NÚMEROS 

No ano de 2017, o Paraná registrou mais de 17 mil acidentes com animais peçonhentos, sendo 2.396 por escorpiões, dos quais três resultaram em morte. Em 2018, entre janeiro e outubro, o Estado contabilizou mais de 11 mil acidentes com peçonhentos, sendo 1.879 casos por picadas de escorpiões, entre os quais duas vítimas acabaram morrendo. 

ESCORPIÃO-AMARELO 

De acordo com a Sesa, o escorpião-amarelo se protege em ambientes quentes e úmidos, saindo para caçar e se alimentar. No ambiente domiciliar, a espécie se abriga sobre madeiras velhas, lenha, telhas, tijolos, restos de construção, entulhos e, principalmente, frestas em calçadas, muros e paredes. O lixo domiciliar mal acondicionado, restos de alimentos e sujeira nas casas atraem baratas e outros insetos que são alimentos dos escorpiões. Portanto, a manutenção do ambiente doméstico é essencial para evitar o aparecimento de animais desta natureza.

com informações Luiz Guilherme Bannwart/ Folha de Londrina

 
 

 

 

Comentários

comentários

ÚLTIMAS NOTÍCIAS
E-mail: comercial@informepolicial.com - reportagem@informepolicial.com
Nota: As matérias assinadas são de responsabilidade de seus autores.
© Informe Policial 2008 - 2018 - Todos os Direitos Reservados