PRINCIPAL
NOTÍCIAS


Homem é executado a tiros no portão da própria casa em Santo Antônio da Platina
Vítima levou ao menos cinco disparos no início da tarde deste domingo
Redação com Tanosite
15.SETEMBRO.2019
Carlos Alberto Padilha foi surpreendido na porta de sua casa-Foto: Thannilo Araújo Carlos Alberto Padilha foi surpreendido na porta de sua casa-Foto: Thannilo Araújo

Carlos Alberto Padilha, o "Cacá", foi foi morto com ao menos cinco disparos de arma de fogo no início da tarde deste domingo (15), em Santo Antônio da Platina.

A vítima foi assassinada no portão de sua casa na rua deputado Benedito Lúcio Machado, pouco depois do meio-dia. De acordo com as primeiras informações da Polícia Militar, o atirador usou uma pistola para praticar o crime.

HOMICÍDIO

Carlos Alberto Padilha da Silva, o ‘Cacá’, havia sido denunciado pelo Ministério Público do Paraná (MPPR) pelo crime de homicídio qualificado, porém, foi absolvido pelo júri da comarca de Santo Antônio da Platina no dia 26 de junho de 2018.

De acordo com o Ministério Público do Paraná (MPPR), na madrugada do dia 6 de fevereiro de 2017 ‘Cacá’ e Rodrigo Martins, o ‘Nonô’, assassinaram Fabiano Gonçalves em sua casa, na rua Santos Dumont - Vila Ribeiro, em Santo Antônio da Platina. Acompanhados por outras duas pessoas não identificadas pela polícia, em duas motocicletas, os acusados efetuaram 25 disparos de arma de fogo contra a vítima, que foi atingida por cinco tiros e morreu no local.

Para o MP, Fabiano Gonçalves foi assassinado por motivo torpe, em razão da disputa pelo controle do tráfico de drogas na cidade, pois estava alinhado a rivais de ‘Nonô’ no município, entre eles Michael Patrick Sanches, o ‘Cenoura’.

Segundo a Polícia Civil, a disputa pelo tráfico de drogas envolvendo ‘Cacá’, ‘Nonô’ e ‘Cenoura’ motivou ao menos quatro assassinatos na cidade no início de 2017. Na noite de 06 de janeiro do referido ano, Michel Patrick Sanches, o ‘Cenoura’, e Moacir Vivan Júnior, executaram a tiros o eletricista Aguinaldo Leite, conhecido por ‘Balaieiro’, e o mecânico André Cirilo. O crime aconteceu em um bar na rua Deputado Benedito Lúcio Machado, no Jardim Santo André. Uma mulher e uma criança de 10 anos também foram atingidas pelos disparos, mas sobreviveram ao ataque.

No dia 20 de janeiro de 2017, Luciano Henrique Pereira, 24, foi morto a tiros na PR-439, no trecho entre Santo Antônio da Platina e Ribeirão do Pinhal.

A última morte envolvendo o trio na disputa pelo tráfico de drogas na cidade aconteceu na madrugada do dia 06 de fevereiro daquele ano, quando, segundo as investigações, ‘Cacá’ e ‘Nonô’ assassinaram Fabiano Gonçalves por ele se aliar a Michel Patrick Sanches, o ‘Cenoura’.

CONDENADO

No dia 13 de março de 2018, também pela mesma denúncia oferecida pelo Ministério Público do Paraná (MPPR), Rodrigo Martins, o ‘Nonô’, foi condenado a 21 anos, 10 meses e 15 dias de prisão pelo crime de homicídio qualificado por motivo torpe. Ele cumpre a pena na Penitenciária Estadual de Londrina (PEL). A Polícia Civil investiga se a morte de Carlos Alberto Padilha, o "Cacá", tem relação com a série de homicídios registrada no município.

Veja Também
FOTOS
Carlos Alberto Padilha foi surpreendido na porta de sua casa-Foto: Thannilo Araújo Carlos Alberto Padilha - Arquivo pessoal
 
 

 

 

Comentários

comentários

ÚLTIMAS NOTÍCIAS
E-mail: comercial@informepolicial.com - reportagem@informepolicial.com
Nota: As matérias assinadas são de responsabilidade de seus autores.
© Informe Policial 2008 - 2019 - Todos os Direitos Reservados