PRINCIPAL
NOTÍCIAS


Apreensão de cigarros nos Campos Gerais cresce 20% em 2019
Com informações da Assessoria
11.SETEMBRO.2019

As equipes da Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreenderam cerca de 24,6 milhões de carteiras de cigarro contrabandeadas do Paraguai nos primeiros oito meses deste ano no Paraná. Na Região dos Campos Gerais o aumento nas apreensões foi de 20% se comparado com 2018.

No Paraná, o número alcançado até agosto deste ano já é 33,7% superior ao registrado durante todo o ano de 2018, quando 18,4 milhões de carteiras foram apreendidas no estado. O balanço parcial coloca 2019 na segunda posição no ranking de apreensões dos últimos dez anos no Paraná, atrás apenas de 2013, ano em que a PRF apreendeu 31,1 milhões de carteiras.

O Paraná é o estado brasileiro onde a Polícia Rodoviária Federal (PRF) mais apreende cigarros contrabandeados. Na sequência, aparecem os estados de Mato Grosso do Sul e Goiás. Boa parte dos carros e caminhões apreendidos pela PRF com cigarro são produto de roubo ou furto. Além de alimentar essa cadeia de crimes associados, a prática do contrabando provoca uma evasão fiscal bilionária, uma vez que cerca de 80% do preço do cigarro brasileiro corresponde a tributos.

As equipes da Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreenderam cerca de 24,6 milhões de carteiras de cigarro contrabandeadas do Paraguai nos primeiros oito meses deste ano no Paraná. Na Região dos Campos Gerais o aumento nas apreensões foi de 20% se comparado com 2018.

No Paraná, o número alcançado até agosto deste ano já é 33,7% superior ao registrado durante todo o ano de 2018, quando 18,4 milhões de carteiras foram apreendidas no estado. O balanço parcial coloca 2019 na segunda posição no ranking de apreensões dos últimos dez anos no Paraná, atrás apenas de 2013, ano em que a PRF apreendeu 31,1 milhões de carteiras.

O Paraná é o estado brasileiro onde a Polícia Rodoviária Federal (PRF) mais apreende cigarros contrabandeados. Na sequência, aparecem os estados de Mato Grosso do Sul e Goiás. Boa parte dos carros e caminhões apreendidos pela PRF com cigarro são produto de roubo ou furto. Além de alimentar essa cadeia de crimes associados, a prática do contrabando provoca uma evasão fiscal bilionária, uma vez que cerca de 80% do preço do cigarro brasileiro corresponde a tributos.

Veja Também
FOTOS
Foto: Divulgação
 
 

 

 

Comentários

comentários

ÚLTIMAS NOTÍCIAS
E-mail: comercial@informepolicial.com - reportagem@informepolicial.com
Nota: As matérias assinadas são de responsabilidade de seus autores.
© Informe Policial 2008 - 2019 - Todos os Direitos Reservados